Os Semeadores da Paz - 19/01/07

Imprimir

Observai as vossas vidas, meus filhos. Como viver neste mundo, onde a criminalidade grassa e tantas arbitrariedades são cometidas, onde a corrupção parece ficar sempre impune e onde os valores estão tão modificados?

Como agir no bem, quando os chamamentos para a ociosidade, a futilidade e até mesmo a maldade estão presentes?

Há que se ter fé, meus filhos. Há que se ter crença em Deus, acima de tudo, não como o juiz implacável a julgar os nossos atos, mas como o Ser cheio de Amor e de Compaixão, cuja Bondade Infinita O faz compreender e perdoar as nossas faltas e que nos ajuda a caminhar nestas sendas de progresso e de evolução.

Tendo fé, crendo em Deus, haveremos de andar braços dados com a esperança, o que nos leva a ser mais éticos e mais moralizados, banindo o mal das nossas almas, porque esperamos partilhar da felicidade futura, que será desfrutada pelos que são bons.

É preciso que nunca se vele o olhar de Deus sobre as nossas vidas nem que lágrimas vertam dos olhos dos nossos semelhantes pelo nosso mau proceder.

Sabemos que somos herdeiros de nós mesmos, que nesta vida colhemos de semeaduras antigas e que no futuro colheremos do que hoje semearmos.

Temos, já, conhecimento suficiente para enfrentar os obstáculos do caminho e para apenas escolhermos fazer o que é bom para todos, o que é belo e o que é justo.
Vivamos no mundo, mas não nos corrompamos com as facilidades que aparecem.

Sejamos alegres, mas nunca permissivos.
Sigamos a Jesus, o Mestre Querido, que nos conclama ao bem e ao amor e seremos os semeadores da paz que o mundo tanto necessita.

Batuíra
Mensagem psicografada, recebida em 19/01/07,
na Fraternidade Espírita Cristã Batuíra

Newsletter







Destaques Batuíra