O Que Não Sabes? - 24/06/2011

Imprimir

Que esperas que eu te diga, minha gentil e boa amiga, que já não saibas ou que desconheças, em se tratando do Bem que precisa ser feito e do Amor que deves repartir?

Que preciso eu dizer-te, que já não sabes e que a raiva e o ódio jamais cabem num coração generoso e bom como o teu?

Sabes muito bem que não é Deus que julga ou que condena a nenhum filho seu.

Que é o próprio homem que se envenena, cometendo enganos, persistindo em erros, num protesto, onde não existe a humildade de reconhecer-se filho dileto do Pai Celeste. E por mais que se reclame não existe um só ato de Deus, onde não haja amor.

Toda a Criação é ato que atesta a Bondade que existe.

Por isso, criatura, acorda e deixa, que do Além, esta irmã do ontem traga a palavra que esclarece e retoma o caminho que é o teu.

Ora a Deus rogando que te ajude a melhor entender o que te acontece e agradece a oportunidade que tens tido de aprender.

Perdoa os que te feriram a alma e continua, com calma, em busca do Amor Perfeito, que só poderás encontrar em Deus.

Meimei

Mensagem psicografada, recebida em 24/06/11 na  Fraternidade Espírita Cristã Batuíra

Newsletter







Destaques Batuíra