Esperanças 09/04/2011

Imprimir

Cultiva no âmago de tua alma, a beleza mais pura que as dores acalma e te faz ver, sempre, dia, embora a noite seja escura no teu sofrer, na tua dor.

Cultiva, ainda hoje, a esperança, porque sabes o que te espera na vida futura. E que todos os sofrimentos e dores fazem parte, alma querida, do teu plano de amor para esta vida.

Cresces aos olhos do Pai Celeste todos os dias, embora sofras e tu mesma, por vezes, contestes a dor que te isola do mundo em amargor tão profundo.

Antes, agradece a Deus a bênção da oportunidade de viver e de aprender.

Um dia, lembrarás com saudade desta existência dorida e que tens, alma querida, de alçar vôo em rumo ao Infinito Amor, mesmo que sejas abençoada pela dor.

Newsletter







Destaques Batuíra