Tempos de Esperança 15/01/2011

Imprimir

Na chegada dos novos tempos que o Ano Novo nos traz, importante fazermos um balanço de nossas vidas sobre o ano que se findou.

Tempos difíceis os que vivemos. Problemas de toda monta são comuns aos homens do mundo inteiro: guerras, fome, misérias, enfermidades, desavenças, separações, lares desfeitos, amigos que se vão, morte de entes queridos, desemprego, ingratidão, falta de entendimento entre as pessoas. . . e um verdadeiro rosário de dores e de aflições.

Mas é preciso que nos lembremos que, se este ainda é um mundo de provas e de expiações, a humanidade que aqui vive está prestes a transformar-se para melhor e este será um orbe onde não mais haverá tantas dores e tanto sofrer.

Portanto, há esperanças de que dias melhores estão por vir, encontrando na Terra homens, também, muito melhores.

Mas, por enquanto, para este ano que se inicia, é preciso que façamos propósitos de uma vida melhor, sem lugar para sofrimentos com revoltas, para dores com lamentações.

É preciso que planejemos que a alegria vai estar sempre presente em nossas vidas, pela compreensão que tivermos de todas as situações e pelo perdão que estenderemos aos que, porventura, nos magoarem.

É preciso lembrar que a esperança precisa fazer parte da nossa vida, no dia a dia, porque cremos em Deus, porque temos fé em Nosso Pai, que é só Bondade e Amor e porque cremos nas nossas possibilidades de ser melhores, fazendo a nossa parte, não criando contendas, não nos deixando corromper nem ser instrumentos de corrupção. Ao fazermos pacto de lealdade aos princípios da  ética e da moral do Cristo, ao agirmos com benevolência, quando se trata do nosso próximo e com severidade, quando se trata dos nossos erros.

É preciso lembrar que somos centelhas do Amor de Deus, que somos uma partícula do Amor Divino e que esse Amor precisa brilhar em nós, inspirando os nossos pensamentos, as nossas palavras, as nossas atitudes.

É preciso lembrar que o próximo é nosso irmão e que temos o dever de amá-lo e de respeita-lo, amparando-o nas suas necessidades.

É preciso lembrar que depende de nós um futuro melhor, se hoje começarmos a agir no bem, tendo em vista os ensinamentos de Jesus.

Tenhamos, nós, paciência perante as dificuldades que vierem, mas guardemos também a felicidade de viver neste mundo, transformando-nos, sempre, e construindo o Mundo Melhor.

Que este Novo Ano seja repleto de esperanças e de paz.

Batuíra

Newsletter







Destaques Batuíra