Mãos Lavadas e Pureza de Coração 17/07/2014

Imprimir

Jesus nos ensinou claramente sobre a diferença entre ter lavadas as mãos e ter pureza de coração.

Não desprezou os conceitos de higiene, ligados a uma vida mais saudável do corpo físico. Mas preconizou a pureza da alma, necessária àqueles que desejam ver a Deus.

Falou-nos, em se referindo à pureza,sobre como eram bem-vindas as crianças e dos que a elas se assemelhassem seria o Reino dos Céus.

Esses ensinamentos do Mestre Amado nos levam a refletir sobre as nossas vidas.

É preciso que analisemos, sempre, que tipo de pensamentos nós emitimos e quais as palavras que proferimos e que atitudes tomamos.

Tenhamos a certeza de que precisamos manter-nos simples e puros como são as crianças pequenas, que não invejam, que não maldizem, que não se revoltam e que amam aqueles que deles cuidam.

Não quero dizer que sejamos ingênuos, como o são os tolos, mas que aprendamos a alijar dos nossos corações a maldade, o rancor, os ódios e as invejas, os ciúmes, o orgulho e o egoísmo.

Olhemos o próximo, apenas enxergando-lhe as qualidade e as exaltemos.

Percebamos que, aqueles que nos ferem a alma são os infelizes da vida, que se deixam arrastar pelos maus pendores e usemos de misericórdia para com eles.

O mais importante é cultivarmos amor em nossas almas, pois quem ama não vê os defeitos alheios e é capaz de aceitar cada qual como é, com toda a gama das qualidades que possui, esquecendo os seus defeitos.

Se formos capazes de amar, haveremos de ajudar os mais empobrecidos, de consolar os aflitos, de agasalhar os que têm frio, de entender as misérias sociais e de nos colocar a caminho para corrigi-las.

Façamos, neste mundo, a nossa parte se queremos ter a honra de desfrutar, no amanhã, de uma vida futura de mais paz e de maiores alegrias.

Paz em Jesus!

Newsletter







Destaques Batuíra