Sobre a Piedade 24/07/2014

Imprimir

Quantas vezes te ouço a rogar:

− Senhor, tem piedade de mim!

Seja lá qual for o motivo da tua dor queres, sempre e sempre, o amparo, a proteção de Jesus ou clamas pelos bons espíritos ou pelos santos de tua devoção:

− Valei-me São Francisco!

− Ajudai-me Santo Antonio!

− Socorrei-me Bons Espíritos!

Ou rogas a ajuda dos teus amigos e dos teus familiares, que já se encontram além desta vida, no Mundo Espiritual.

Mas, tens, tu, tido piedade dos teus irmãos em jornada na vida?

Tens chorado, com eles, as suas dores?

Tens atendido, com devotamento, aos seus apelos?

Tens ofertado consolo e esclarecimento, através dos teus conhecimentos, aos que se revoltam perante a dor?

Tens-te importado com a dor que assola o lar do teu vizinho?

Onde tens exercido a tua piedade?

No entanto, ela é a virtude que mais te faz aproximar-te dos anjos de Deus.

Vamos, aprende a ter olhos de ver e ouvidos de ouvir.

Aprende a sentir a dor alheia e apiedando-te, de quem sofre, prepara-te agilmente e gentilmente, para servires com mais amor.

Newsletter







Destaques Batuíra