Acorda! 28/8/2014

Imprimir

Amigo,

Ontem eu te encontrei, espírito liberto, nas vastas plagas da Espiritualidade, choroso, desejando uma nova oportunidade de reencarnação, para o bendito reajuste de contas com aqueles a quem feriste outrora.

Porém, com o esquecimento do passado na vida presente, parece que te esqueceste dos compromissos assumidos perante a tua própria consciência e o Pai Celeste e choras hoje, amargamente, pelos familiares que trazem à tua existência tantas preocupações e sofrimentos.

Acorda, espírito amigo! Recorda que renasceste com o compromisso de conquistar para o teu afeto, os corações que feriste em outras vidas e que hoje chamais de filhos queridos ou de irmãos.

Não fujas da tua lida no lar!

Não mais usarás armas letais para defender-te.

Conquista os que te ferem, com o teu amor e a tua bondade, sem exigires recompensas.

Cada lágrima que derramares, sem revolta, será a moeda que compra a tua paz de espírito. Aprende a aceitar os teus entes queridos, diferentes, com alegria no coração.

Então, estarás vivendo o prenúncio do Mundo melhor a que tanto aspiraras.

Newsletter







Destaques Batuíra