UNIDADE X - PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS

Imprimir

Pluralidade das Existências

É o capitulo 4 do livro segundo de O Livro dos Espíritos e traz:

1-Da Reencarnação

2- Justiça da reencarnação

3-Encarnação nos diferentes mundos

4- Transmigração progressiva

5-Sorte das crianças após a morte

6-Sexo nos Espíritos

7-Parentesco,filiação

8-Semelhanças físicas e morais

9-Ideias Inatas.

Todos estes itens fazem parte do capítulo que iremos estudar hoje e na próxima semana,como  foi dividido em duas aulas,falaremos hoje até a Sorte das Crianças após a morte e o restante falaremos na próxima aula.

Este capítulo vai da pergunta número 166 até a de numero 222 onde Kardec faz as considerações sobre a Pluralidade das Existências.

É sempre bom lembrar que o objeto do nosso estudo é o Livro dos Espíritos,portanto vamos tentar entender este capítulo,onde Kardec faz uma análise profunda sobre o espírito,já vimos n as aulas anteriores vários aspectos.

Na introdução do L.E. em seu item VI temos: " Os seres materiais constituem o mundo visível ou corpóreo,e os seres imateriais o "mundo invisível ou espírita",isto é dos espíritos."Eles são independentes,contudo é incessante a correlação entre ambos,porquanto um sobre o outro incessantemente reagem".

Considere esses dois mundos, o corporal e o espiritual.

Como se poderia encontrar o seu elemento fundamental,O Espírito, atuando nesses dois mundos?

Se eu tenho dois mundos possíveis e o Espírito que pode participar de ambos, temos algumas situações possíveis de encontrarmos o espírito atuando.ora como encarnado ora como desencarnado,

Esses dois processos,encarnação e desencarnação(que a Cidinha brilhantemente nos ajudou a entender na aula passada) dão origem ao que se chama de Pluralidade das Existências ou seja as nossa diversas vidas corporais.

Neste capítulo Kardec vai formular uma das mais importantes leis naturais A Lei da REENCARNAÇÃO ,isto é a necessidade do Espírito voltar a viver no mundo corporal,várias vezes até atingir o estado de Espírito Puro.

É bom lembrar que Kardec na Revista Espírita de novembro de  1858 e está  em um trecho no L.E. no capítulo 5 das Considerações sobre a Pluralidade das Existências.

Das diversas doutrinas professadas pelo Espiritismo a mais controvertida é inquestionavelmente a da reencarnação ou da pluralidade das existências corpóreas.Embora seja esta opinião atualmente partilhada por grande número de pessoas e que já tenha sido abordada por nós em várias ocasiões julgamos um dever aqui examiná-la mais minuciosamente, à vista de sua importância e para responder a diversa objeções que foram levantada que se nos afiguram indispensáveis.

Para muitos o dogma da reencarnação não é novo: é ressiscitado de Pitágoras. Nós jamais dissemos que a Doutrina Espírita fosse invenção moderna"....Ela decorre de uma Lei Natural.por isso deve ter existido desde a origem dos tempos...."

Vamos começar analisando  a Reencarnação que é  o primeiro item deste capítulo:

Quando Kardec cita Sócrates nós vemos o Mito de ER,no qual Sócrates diz que não era a história de Alcino mas a de um homem valoroso; ER filho de ARMÊNIO da Panfilia.

Portanto estava já à época de Sócrates se falando em reencarnação(Sócrates viveu cerca de 500 anos antes de Jesus)

Ancorados nas ideias de Sócrates os pensadores da Grécia antiga viam a morte como uma continuidade,uma permanência e não um fim.Quando se está morto,filosofavam,também se está vivo,mas em outro estado de existência.

No Livro Presença Espírita na Bíblia,José Reis Chaves nos fala:

Para algumas pessoas a Reencarnação não está na Bíblia e para outras a Bíblia até a condena.

Realmente a palavra REENCARNAÇÃO não está na Bíblia pois foi criada por Kardec em meados do século XIX,

Porém a reencarnação era conhecida nos tempos antigos pelo nome de RENASCIMENTO.

Vamos a alguns exemplos:

Livro  JEREMIAS 1,5 " Antes que entraste no ventre materno,eu te conheci"

No Livro SABEDORIA 8,19 e 20 temos: "Eu era um bom jovem,por isso cai num corpo perfeito"

lembramos que o verbo ERA é passado,antes de nascer ....

Aliás a BIBLIA de JERUSALEM traz numa nota de rodapé a observação de que o povo judeu acreditava na reencarnação.Mas JESUS era judeu e é ÊLE próprio o autor dessa afirmação de que João Batista é a reencarnação de ELIAS!.

Em se falando do N.T. Paulo em sua epístola aos Coríntios nos fala "Se nossa esperança em Cristo só vale para esta vida, nós somos as pessoas mais infelizes deste mundo"...

Temos também: em LC 1:17  No anúncio do nascimento de João Batista ao seu pai Zacarias,um anjo lhe diz que João iria à frente de Jesus com o espírito e o poder de ELIAS.

Na Bíblia TEB edições LOYOLA temos:

" Na literatura judaica contemporânea dos inícios do NT a pessoa de Elias ocupa um grande espaço como precursor do Messias.!"

Em MT 17:9 a 13 temos:

Os discípulos perguntaram a JESUS o que quer dizer q

"Como se sabe o cristianismo aceitava a reencarnação até 553,quando foi abolida pelo Concilio de Constantinopla.

na próxima aula iremos dar continuidade neste estudo.

Muita PAZ.

 

 

Assista no youtube:

http//youtu.be/pyDaF0cQopQ

Destaques Batuíra