No Livro da Vida - 18/06/2015

Imprimir

Mensagem Psicografada - Meimei


Minha filhinha,

Escreves a história da tua vida todos os dias, enchendo páginas com teus momentos mais alegres, com tuas conquistas de paz, com teus feitos gloriosos ou com simples e singelas lembranças de momentos felizes e doces, de tua boa saúde e despreocupação.

Por certo, lembraste de tudo, desde o berço à atual situação de mulher, de mãe de família, de mente lúcida e criadora, de atos de amor.

Mas também recordas e escreves capítulos mais dolorosos, onde a dor passou a ser fiel companheira dos teus dias e a solidão te marca, de tristeza, a alma delicada e sensível. Decepções, ingratidões, deslealdades, desavenças, palavras duras, sentimentos de pedra, portas que se fecharam, amigos que partiram, amores que se esvaíram, embora a tua ânsia de acertar, de corrigir e de voltar a dias mais felizes e ternos.

São apenas capítulos, filhinha, que se encerram, mas há muitas outras páginas em branco, onde escreverás com maior riqueza de sentimentos, maior experiência de vida as tuas conquistas, as tuas vitórias e o teu imenso amor, tanto o que dás como o que recebes.

Não releias o que já gravaste no teu livro da vida.

Novas páginas te esperam o lápis, para que nelas grafes, apenas, as novas alegrias, os bons planos de vida, as horas felizes para viver, a paz e a serenidade de que desfrutas e enfim, o perdão doado de coração, com todo o entendimento, a quem se fez algoz da tua felicidade. E só então, perceberás que a vida é esplêndida escola que nos ensina a multiplicar, dividindo da grandeza da nossa alma com quem, apenas, fez subtrair e retirar o que julgamos, um dia, tesouro maior.

Fica em paz!

Newsletter







Destaques Batuíra